Localização: » Projectos » Associados

  • Associados

    AREA ALTO MINHO - Agência Regional de Energia e Ambiente do Alto Minho

    R.ed_ZERO - Rede de Edifícios com Impacto Zero
    (Abril de 2011 - Dezembro de 2013)

    OBJETIVOS:

    • Consolidar uma rede institucional regional, que alavanque iniciativas na área da construção sustentável e da energia;
    • Promover o conceito de edifícios de impacto zero bem como a melhoria do desempenho energético-ambiental de um conjunto de edifícios de apoio social.

    METAS:

    • Identificar oportunidades de melhoria do desempenho energético-ambiental de edifícios de apoio social do Alto Minho;
    • Potenciar o aproveitamento de recursos energéticos renováveis e a eficiência energética, desenvolvendo um núcleo de edifícios com carácter demonstrador tendentes a prosseguir o objetivo “impacto zero”;
    • Criar um referencial de funcionamento e de diagnóstico energético expedito;
    • Sintetizar e difundir boas práticas de eficiência energética e de utilização de energia fontes renováveis em edifícios de ação social;
    • Promover o empreendedorismo e o desenvolvimento de soluções inovadoras – nas vertentes produção de bens e prestação de serviços - associadas à energia e à construção sustentável, passíveis de exportação.
  • ENERGAIA - Agência de Energia do Sul da Área Metropolitana do Porto

    Projeto Mi Ciudad AC2 - Métodos Inovadores de Planeamento Urbano para Cidades Adaptadas às Alterações Climáticas

    OBJETIVOS:
    Fortalecer o papel das cidades na adaptação e mitigação dos efeitos das alterações climáticas, através do desenvolvimento de critérios inovadores de planeamento urbano aplicáveis a projetos tanto de desenvolvimento, como de reabilitação urbana.

    RESULTADO:
    Guia Metodológico que descreve os critérios de planeamento urbano identificados e as propostas integradas para alteração das áreas-piloto urbanas.

  • AdEPorto - Agência de Energia do Porto 

    Guia de Termos de Referência para o Desempenho Energético-Ambiental (GTR)*
    Março de 2010 (1ª Edição)
    Abril de 2013 (Revisão e 2ª Edição)


    O GTR é um contributo para reabilitar os edifícios do Centro Histórico do Porto, Património da Humanidade, com respeito pelos valores da sustentabilidade energética e na salvaguarda dos valores culturais.

    É um instrumento de política que fornece informação sobre as soluções energético-ambientais possíveis que estão previamente consensualizadas junto das autoridades de licenciamento/gestão.

    *Elaborado em conjunto pela PortoVivo, SRU, a Direcção Regional da Cultura do Norte e a AdEPorto.

  • ENERAREA - Agência Regional de Energia e Ambiente do Interior 

    SIGEnergic - Sistema Integrado de Gestão Energética

    A Ferramenta permitirá caraterizar fisicamente as infraestruturas de consumo e produção de energia:

    • Apoio à recolha de dados para a atualização/desenvolvimento da Matriz Energética com base em Sistemas de Informação Geográfica (SIG);
    • Levantamento das infraestruturas e contratos de fornecimento de energia no Município;
    • Caracterização da frota municipal e respetivos gastos energéticos;
    • Caraterização/atualização da iluminação pública;
    • Infraestruturas de microgeração e mini-produção da autarquia de produção energética.

    Capacidades de análise da ferramenta:

    • Adequação de contratos de energia elétrica;
    • Gestão de frotas - Consumo especifico de veículos;
    • Verificação de correção de energia reativa;
    • Adequação do nível de iluminação publica e otimização de consumos;
    • Otimização de consumos de energia elétrica nos vários edifícios públicos.
  • OEINERGE - Agência Municipal de Energia e Ambiente de Oeiras

    Diagnósticos energéticos em IPSS de Oeiras, Cascais e Sintra*
    (Janeiro de 2011 - Dezembro de 2013)

    OBJETIVOS:

    • Realização de 33 diagnósticos energéticos em instituições particulares de solidariedade social em 3 concelhos vizinhos: Oeiras, Cascais e Sintra;
    • Realização de sessões de esclarecimento para funcionários e utentes (80 participantes nas duas primeiras sessões em Oeiras).


    * Projecto desenvolvido pela cooperação de três Agências de Energia em concelhos vizinhos (OEINERGE, AMES e CASCAIS ENERGIA). Financiamento a 100% pela ERSE no âmbito do PPEC 2011-2012
     

  • Lisboa E-Nova - Agência Municipal de Energia e Ambiente de Lisboa

    EFICIÊNCIA ENERGÉTICA NOS SEMÁFOROS DE LISBOA*
    (Janeiro de 2011 - Dezembro de 2013)

    Substituição das lâmpadas tradicionais dos semáforos por ópticas com tecnologia LED (light emitting diodes):

    • Eixo Marquês de Pombal - Campo Grande
    • Av. Dom João II (Parque das Nações)
    • Total de 2476 ópticas

    Este projecto irá significar um consumo anual evitado de 783 MWh. Na nova substituição, serão intervencionadas 2476 lâmpadas. Desta operação estima-se um consumo evitado anual de 783 MWh, que representam na factura energética da CML uma redução de 80.711,11 €/ano.

    *Apoio Financeiro: PPEC 2011/2012

  • S.energia - Agência Regional de Energia para os concelhos do Barreiro, Moita, Montijo e Alcochete

    ECO Funcionários - Não poupe nas ideias, poupe no consumo
    (Janeiro de 2013 - Dezembro de 2013)

    PROJECTO:

    • Envio semanal (6ªfeira) de uma mensagem com boas práticas na vertente energética e ambiental;
    • Envio de 52 mensagens diferentes aos funcionários municipais por correio electrónico.

    OBJECTIVOS:

    • Poupança dos recursos naturais e a redução das emissões de CO2;
    • Contribuindo para a redução dos custos associados à factura energética e para o aumento da eficiência energética nas instalações municipais.
  • AREANATejo - Agência Regional de Energia e Ambiente do Norte Alentejano e Tejo

    ILUPub - Eficiência Energética na Iluminação Pública do Alto Alentejo
    (Abril de 2008 - Dezembro de 2013)

    OBJETIVOS:

    • Implementar medidas de melhoria da eficiência energética da IP nos Municípios da sua área de atuação;
    • Fomentar uma iluminação eficiente e adequada às vias;
    • Promover um ponto de equilíbrio entre os níveis de iluminação necessários e o máximo de economia;
    • Reduzir o consumo de energia eléctrica e as emissões de CO2 associadas;
    • Reduzir os custos com energia relativos às instalações de IP;
    • Promover e divulgar uma boa prática ambiental.

    Metodologia para o ILUPub

    I. Identificação e Contabilização de Consumos

    • Levantamento e contabilização dos consumos de energia da IP (análise da faturação);
    • Territorialização dos consumos de energia da IP (carta da energia).

    II. Caracterização dos Pontos de Consumo da IP

    • Intervenção no terreno com base na cartografia 2k existente;
    • Caraterização individualizada;
    • Articulação com as necessidades da EDP Distribuição.

    III. Identificação das Medidas a Implementar

    • Levantamento das necessidades dos Municípios;
    • Identificação da melhor solução a adotar:
      • Compilação e análise dos dados recolhidos;
      • Estudos de viabilidade técnico-económica;
      • Recomendações.

    IV. Implementação das Medidas

    • Candidatura a financiamento.

    Reduções anuais de:

    • - 2,4 MWh no consumo de energia elétrica (10%)
    • - 250.000 Euros nos custos com energia elétrica
    • - 1.100 ton. de CO2
       
  • ARECBA - Agência Regional de Energia do Centro e Baixo Alentejo

    SCORE
    (Janeiro de 2010 - Dezembro de 2012)

    OBJECTIVOS:

    • Contribuir para a implementação de políticas energéticas, ao nível do planeamento territorial, integradas e sustentáveis através da compilação de boas práticas;
    • Conhecimento e disseminação de técnicas construtivas e construções tradicionais que utilizem elementos típicos da construção da área MED - Cases study;
    • Disseminação de técnicas e tecnologias inovadoras (acções de benchmarking e benchlearning).

    RESULTADOS:

    • Adoção de novas medidas de tecnologias ecológicas e técnicas tradicionais de construção;
    • Criação de um modelo transferível para a eco-construção e Certificação;
    • Criação de uma plataforma do projeto na qual seja possível a interação entre os diferentes stakeholders e membros dos Focus Groups.
  • AREAL - Agência Regional de Energia e Ambiente do Algarve

    MEDEEA - Mediterranean Implementation of the European Energy Award

    ÂMBITO:
    Avaliação e atribuição do Prémio Europeu de Energia (eea®) a cidades que apresentem um conjunto de notáveis esforços ao nível da governação em matéria de energia.

    EEA® recompensa planos de energia municipal integrados e atividades específicas, tendo como objetivos:

    • Premiar Municípios através da ferramenta European Energy Award® (eea®)
    • Alcançar a meta energética europeia dos “20-20-20” para as regiões do mediterrâneo
    • Promover a adesão ao Pacto dos Autarcas
    • Dotar os Municípios de um plano estratégico de energia e mobilidade
  • AREAM - Agência Regional da Energia e Ambiente da Região Autónoma da Madeira

    EEQAI-Escolas - Ação técnica e didática para a eficiência energética e a qualidade do ar interior nas escolas da RAM
    (Julho de 2009 - Maio de 2013)

    OBJETIVOS:

    • Certificação do desempenho energético e da qualidade do ar interior (QAI) de estabelecimentos de ensino.
    • Ações de sensibilização e de informação sobre eficiência energética e QAI para a comunidade escolar da RAM.

    RESULTADOS:

    • Auditorias e planos de racionalização energética em 35 escolas.
    • Auditorias e planos de ações correctivas para a qualidade do ar interior em 35 escolas.
    • Dois concursos escolares sobre energia sustentável e exposições dos trabalhos dos alunos participantes.
    • 100 ações de informação e sensibilização sobre energia para a comunidade escolar.
    • Um guia prático para a eficiência energética e a QAI para as escolas.
© 2010 RNAE - Todos os Direitos Reservados |
Facebook