Localização: » Projectos » Associados

  • Associados

    AREA ALTO MINHO - Agência Regional de Energia e Ambiente do Alto Minho

    R.ed_ZERO - Rede de Edifícios com Impacto Zero
    (Abril de 2011 - Dezembro de 2013)

    OBJETIVOS:
    • Consolidar uma rede institucional regional, que alavanque iniciativas na área da construção sustentável e da energia;
    • Promover o conceito de edifícios de impacto zero bem como a melhoria do desempenho energético-ambiental de um conjunto de edifícios de apoio social.

    METAS:
    • Identificar oportunidades de melhoria do desempenho energético-ambiental de edifícios de apoio social do Alto Minho;
    • Potenciar o aproveitamento de recursos energéticos renováveis e a eficiência energética, desenvolvendo um núcleo de edifícios com carácter demonstrador tendentes a prosseguir o objetivo “impacto zero”;
    • Criar um referencial de funcionamento e de diagnóstico energético expedito;
    • Sintetizar e difundir boas práticas de eficiência energética e de utilização de energia fontes renováveis em edifícios de ação social;
    • Promover o empreendedorismo e o desenvolvimento de soluções inovadoras – nas vertentes produção de bens e prestação de serviços - associadas à energia e à construção sustentável, passíveis de exportação.
  • Energaia - Agência de Energia do Sul da Área Metropolitana do Porto

    Projeto Mi Ciudad AC2 - Métodos Inovadores de Planeamento Urbano para Cidades Adaptadas às Alterações Climáticas

    OBJETIVOS:
    Fortalecer o papel das cidades na adaptação e mitigação dos efeitos das alterações climáticas, através do desenvolvimento de critérios inovadores de planeamento urbano aplicáveis a projetos tanto de desenvolvimento, como de reabilitação urbana.

    RESULTADO:
    Guia Metodológico que descreve os critérios de planeamento urbano identificados e as propostas integradas para alteração das áreas-piloto urbanas.



  • AdEPorto – Agência de Energia do Porto

    Guia de Termos de Referência para o Desempenho Energético-Ambiental (GTR)*
    Março de 2010 (1ª Edição)
    Abril de 2013 (Revisão e 2ª Edição)

    O GTR é um contributo para reabilitar os edifícios do Centro Histórico do Porto, Património da Humanidade,com respeito pelos valores da sustentabilidade energética e na salvaguarda dos valores culturais.
    É um instrumento de política que fornece informação sobre as soluções energético-ambientais possíveis queestão previamente consensualizadas junto das autoridades de licenciamento/gestão.


    *Elaborado em conjunto pela PortoVivo, SRU, a Direcção Regional da Cultura do Norte e a AdEPorto.



  • ENERAREA – Agência Regional de Energia e Ambiente do Interior

    SIGEnergic - Sistema Integrado de Gestão Energética

    A Ferramenta permitirá caraterizar fisicamente as infraestruturas de consumo e produção de energia:
    • Apoio à recolha de dados para a atualização/desenvolvimento da Matriz Energética com base em Sistemas de Informação Geográfica (SIG);
    • Levantamento das infraestruturas e contratos de fornecimento de energia no Município;
    • Caracterização da frota municipal e respetivos gastos energéticos;
    • Caraterização/atualização da iluminação pública;
    • Infraestruturas de microgeração e mini-produção da autarquia de produção energética.

    Capacidades de análise da ferramenta
    • Adequação de contratos de energia elétrica;
    • Gestão de frotas - Consumo especifico de veículos;
    • Verificação de correção de energia reativa;
    • Adequação do nível de iluminação publica e otimização de consumos;
    • Otimização de consumos de energia elétrica nos vários edifícios públicos.



  • OEINERGE - Agência Municipal de Energia e Ambiente de Oeiras

    Diagnósticos energéticos em IPSS de Oeiras, Cascais e Sintra
    (Janeiro de 2011 - Dezembro de 2013)

    OBJETIVOS:
    Realização de 33 diagnósticos energéticos em instituições particulares de solidariedade social em 3 concelhos vizinhos: Oeiras, Cascais e Sintra;
    Realização de sessões de esclarecimento para funcionários e utentes (80 participantes nas duas primeiras sessões em Oeiras).

    • Projecto desenvolvido pela cooperação de três Agências de Energia em concelhos vizinhos (OEINERGE, AMES e CASCAIS ENERGIA)
    • Financiamento a 100% pela ERSE no âmbito do PPEC 2011-2012


  • Lisboa E-Nova - Agência Municipal de Energia e Ambiente de Lisboa

    EFICIÊNCIA ENERGÉTICA NOS SEMÁFOROS DE LISBOA
    (Janeiro de 2011 - Dezembro de 2013)

    Substituição das lâmpadas tradicionais dos semáforos por ópticas com tecnologia LED (light emitting diodes):
    - Eixo Marquês de Pombal – Campo Grande
    - Av. Dom João II (Parque das Nações)
    Total de 2476 ópticas

    Este projecto irá significar um consumo anual evitado de 783 MWh.
    Na nova substituição, serão intervencionadas 2476 lâmpadas. Desta operação estima-se um consumo evitado anual de 783 MWh, que representam na factura energética da CML uma redução de 80.711,11 €/ano.

    Apoio Financeiro: PPEC 2011/2012


  • S.energia - Agência Regional de Energia para os concelhos do Barreiro, Moita, Montijo e Alcochete

    ECO Funcionários – Não poupe nas ideias, poupe no consumo
    (Janeiro de 2013 - Dezembro de 2013)

    PROJECTO:
    • Envio semanal (6ªfeira) de uma mensagem com boas práticas na vertente energética e ambiental;
    • Envio de 52 mensagens diferentes aos funcionários municipais por correio electrónico.

    OBJECTIVOS:
    • Poupança dos recursos naturais e a redução das emissões de CO2;
    • Contribuindo para a redução dos custos associados à factura energética e para o aumento da eficiência energética nasinstalações municipais.


  • AREANATejo – Agência Regional de Energia e Ambiente do Norte Alentejano e Tejo

    ILUPub - Eficiência Energética na Iluminação Pública do Alto Alentejo
    (Abril de 2008 - Dezembro de 2013)

    OBJETIVOS:
    • Implementar medidas de melhoria da eficiência energética da IP nos Municípios da sua área de atuação;
    • Fomentar uma iluminação eficiente e adequada às vias;
    • Promover um ponto de equilíbrio entre os níveis de iluminação necessários e o máximo de economia;
    • Reduzir o consumo de energia eléctrica e as emissões de CO2 associadas;
    • Reduzir os custos com energia relativos às instalações de IP;
    • Promover e divulgar uma boa prática ambiental.

    Metodologia para o ILUPub

    I. Identificação e Contabilização de Consumos
    • Levantamento e contabilização dos consumos de energia da IP (análise da faturação);
    • Territorialização dos consumos de energia da IP (carta da energia).

    II. Caracterização dos Pontos de Consumo da IP
    • Intervenção no terreno com base na cartografia 2k existente;
    • Caraterização individualizada;
    • Articulação com as necessidades da EDP Distribuição.

    III. Identificação das Medidas a Implementar
    • Levantamento das necessidades dos Municípios;
    • Identificação da melhor solução a adotar:
    - Compilação e análise dos dados recolhidos;
    - Estudos de viabilidade técnico-económica;
    - Recomendações.

    IV. Implementação das Medidas
    • Candidatura a financiamento.

    Reduções anuais de:
    - 2,4 MWh no consumo de energia elétrica (10%)
    - 250.000 Euros nos custos com energia elétrica
    - 1.100 ton. de CO2


  • ARECBA - Agência Regional de Energia do Centro e Baixo Alentejo

    SCORE
    (Janeiro de 2010 - Dezembro de 2012)

    OBJECTIVOS:
    • Contribuir para a implementação de políticas energéticas, ao nível do planeamento territorial, integradas e sustentáveis através da compilação de boas práticas;
    • Conhecimento e disseminação de técnicas construtivas e construções tradicionais que utilizem elementos típicos da construção da área MED – Cases study;
    • Disseminação de técnicas e tecnologias inovadoras (acções de benchmarking e benchlearning).

    RESULTADOS:
    • Adoção de novas medidas de tecnologias ecológicas e técnicas tradicionais de construção;
    • Criação de um modelo transferível para a eco-construção e Certificação;
    • Criação de uma plataforma do projeto na qual seja possível a interação entre os diferentes stakeholders e membrosdos Focus Groups.


  • AREAL - Agência Regional de Energia e Ambiente do Algarve

    MEDEEA - Mediterranean Implementation of the European Energy Award

    ÂMBITO:
    Avaliação e atribuição do Prémio Europeu de Energia (eea®) a cidades que apresentem um conjunto de notáveis esforços ao nível da governação em matéria de energia.

    EEA® recompensa planos de energia municipal integrados e atividades específicas, tendo como objetivos:
    - Premiar Municípios através da ferramenta European Energy Award® (eea®)
    - Alcançar a meta energética europeia dos “20-20-20” para as regiões do mediterrâneo
    - Promover a adesão ao Pacto dos Autarcas
    - Dotar os Municípios de um plano estratégico de energia e mobilidade


  • AREAM - Agência Regional da Energia e Ambiente da Região Autónoma da Madeira

    EEQAI-Escolas – Ação técnica e didática para a eficiência energética e a qualidade do ar interior nas escolas da RAM
    (Julho de 2009 - Maio de 2013)

    OBJETIVOS:
    • Certificação do desempenho energético e da qualidade do ar interior (QAI) de estabelecimentos de ensino.
    • Ações de sensibilização e de informação sobre eficiência energética e QAI para a comunidade escolar da RAM.

    RESULTADOS:
    • Auditorias e planos de racionalização energética em 35 escolas.
    • Auditorias e planos de ações correctivas para a qualidade do ar interior em 35 escolas.
    • Dois concursos escolares sobre energia sustentável e exposições dos trabalhos dos alunos participantes.
    • 100 ações de informação e sensibilização sobre energia para a comunidade escolar.
    • Um guia prático para a eficiência energética e a QAI para as escolas.
© 2010 RNAE - Todos os Direitos Reservados |
Flickr Twitter Vimeo Facebook Blogger